Leitura: Teus Pés Toco na Sombra e outros poemas inéditos, de Pablo Neruda

Olá, doçuras. Como vocês estão?

Hoje é a minha primeira postagem aqui no Doce Cabide como colaboradora de leituras e estou muito feliz com isso! Sei que todas nós estamos cansadas dos esteriótipos que muitas vezes nos impõem, porque mulher bonita e bem cuidada também é inteligente e ama ler. Assim, resolvi trazer um pouquinho de poesia para começar! Teus Pés Toco na Sombra é um lançamento incrível por conter poemas nunca publicados de Pablo Neruda. Os versos falam de amor, romantismo, saudades, cotidiano e mudanças do mundo através dos olhos de um dos maiores poetas que já existiram. 





É muito difícil não associar automaticamente o nome de Pablo Neruda ao se ouvir a palavra poesia. O autor chileno é uma das grandes referências líricas do século XX, ganhando diversos prêmios por seus escritos (entre eles, o Nobel de Literatura <3) e tendo mais de 30 livros publicados. A partir de um esforço editorial muito grande e de uma investigação séria, a Fundação Pablo Neruda conseguiu reunir 21 poemas inéditos, trazidos ao Brasil pela Editora José Olympio em uma edição bilíngue maravilhosa. 

Por algum motivo, os poemas que compõem a obra foram escondidos de Matilde Urrutia, a viúva e primeira pessoa a pesquisar os arquivos do autor. Muitos foram encontrados em pedaços, em folhas distintas ou até mesmo em papéis não "oficiais"; manuscritos e rascunhos esquecidos (ou escondidos). Publicações póstumas, como essa, sempre me deixam um pouco reflexiva, tentando imaginar até que ponto tem-se o direito de trazer a público palavras que o escritor pode ter escolhido guardar para si. Porém, antes de mais nada, ler Neruda é uma experiência inesgotável, tornando-se quase um direito de todos os leitores.




A divisão dos poemas dentro do livro me encantou bastante logo de cara, uma vez que estão categorizados em "poemas de amor" e "outros". Essa escolha já é poética por si só, ao enfatizar que tanto em nossas vidas quanto nos escritos de Neruda, o amor ocupa um lugar muito importante, devendo sempre ser destacado. Além disso, meus poemas preferidos estão concentrados nesse pedacinho, pois são todos dedicados à Matilde, revelando a cumplicidade e carinho do poeta pela mulher com quem construiu a vida. As palavras delicadas se encaixam nos versos fazendo com que os leitores consigam sentir dentro de si exatamente a mesma emoção do poeta ao escrever. 

Na seção "outros" somos levados a observar os acontecimentos, tanto da história do Chile, como da biografia do escritor, através das representações que ele fazia de si mesmo. Quantas vezes não imaginamos ser algo diferente do que somos, sonhamos em mudar certas características de nossa personalidade que não gostamos ou até mesmo as enfatizamos em momentos de tristeza? É exatamente isso que está ali! 

Por fim, não é exagero meu dizer que a edição brasileira é deslumbrante e não deixa nada a desejar. A capa, toda elaborada através de linhas e figuras geométricas, centraliza o aspecto de "sombras" que há na publicação no título, deixando sombreada a palavra "outros". Essa colocação brinca muito com a forma dos poemas, sombras esquecidas e deixadas a margem para um dia serem encontradas, além de corresponderem ao fato de o autor não estar mais aqui conosco, entretanto poder ser sentido através das sombras de seus versos. Sendo um livro bilíngue, nos permite também aprender palavras novas e nos aprofundar na língua espanhola. E, como se tudo isso já não fosse suficiente, as últimas páginas apresentam fotografias dos manuscritos originais feitos pelo poeta.




Me contem, alguma de vocês já leu algum livro de Neruda? Quais são seus poetas e poemas preferidos? Beijinhos e bom resto de semana :)

Comente com o Facebook:

Nenhum comentário:

0 comentários:

Postar um comentário

 
Pin It button on image hover